Velhinha simpática… Só que não!

Já é recorrente eu falar aqui das conversas que oiço ou das cenas que assisto quando estou a matar tempo na sala de espera dos meus médicos.

E hoje não é diferente!

 

Personagem 1:

Uma senhora com um ar amoroso, devia ter entre 70 a 75 anos. Aquele ar de avó doce e sensível. Vestida em tons neutros, baixinha e de cabelo muito branco.

E como todas as senhoras desta idade, trazia, para além da mala, um saquinho em padrão xadrez que devia ter lá dentro os exames médicos que iria mostrar e, eventualmente, uma garrafita de água.

 

Personagem 2:

Uma rapariga na casa dos 25 anos. Recepcionista. Com ar bem disposto, feliz e prestável. Deve gostar do que faz pela forma como fala com as pessoas e pelo desfile orgulhoso que fez no corredor com a farda impecavelmente vestida.

 

Personagem 3:

Não cheguei a ver. Mas pelo que percebi chama-se Ana C. (não vou colocar o sobrenome aqui).

 

“Olá bom dia menina, a Sra. Da. Ana C. está cá?”

E a rapariga da recepção, pronta e simpaticamente diz:

“Bom dia. Não, ela só entra de tarde, por volta das 14h.”

Então a senhora foi embora.

Passados 10 minutos voltou:

“Fui lá em baixo a ver se a via e ela também não está.”

E a Miss Simpatia vira-se e diz:

“Ah, talvez eu não me tenha explicado bem. Ela não está de serviço lá em baixo. A Ana hoje entra só às 14h, aqui neste piso.”

E a senhora sentou-se, assim, num lugar afastado da recepção.

A menina da recepção levanta o tom para que ela oiça e diz:

“Mas olhe, ainda são 9h quer mesmo esperar?”

E com um tom menos de avozinha querida e mais seco diz apenas:

“Sim. Eu espero.”

E a recepcionista insiste com pena da senhora amorosa esperar horas a fio pela tal colega:

“Eu não a posso mesmo ajudar?”

E em alto e bom som, a senhora grita:

“Tem que ser com ela, porque ela deve-me dinheiro.”

 

Reações:

Recepcionista: incrédula, sem uma pinga de sangue.

Velhinha: segura do que estava a dizer e ninguém a ia demover daquela ideia.

Eu: quase a rebentar a rir e a pensar que talvez me tenha enganado na leitura do conteúdo daquele saco de xadrez. Imaginei logo sair dali alguma catana!

 

 

Créditos da fotografia: Unsplah

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Coisas FABULOSAS acontecem a quem subscreve esta newsletter!
Maria Amélia ícone
error: Conteúdo protegido!!
%d bloggers like this: