Adoro que sejas (ser) assim

No outro estava a olhar para a minha peluda e comecei a divagar em pensamentos.

Enquanto trabalhava, ela estava sentada ao meu lado.

De repente levantou-se e foi para um dos muitos sítios que escolhe e ficou a olhar para a rua. Deitou-se perto de uma janela e ficou atenta ao que ia lá fora.

E fiquei a pensar no quanto adoro a personalidade deste montinho de pelo.

É a gata mais simpática e cómica que já conheci (e já tive outros gatos).

Bem disposta. De bem com a vida.

Muito presente, nunca se isola.

Não stressa com nada. Gosta de pessoas, cães, coelhos…

Tem uma certa admiração pelo aquário e fica muitas vezes a admirar os peixes.

Não morre de amores por aves.

Não é desconfiada e acha que todas as pessoas vêm por bem.

Mas… se, por acaso, alguém a desilude, ela não esquece.

Não ataca, mas ignora.

Não sabe que no fim daqueles pompons ao qual chamamos patas tem uma coisa bem afiada chamada unhas. Não as usa, a não ser no arranhador.

Brinca todos os dias como se tivesse 6 meses.

É um Peter Pan felino peludo!

Mas, tem uma personalidade do caraças!

Não precisa arranhar ou bufar para mostrar que não gosta.

Não se isola para mostrar que é independente.

Mostra isso com as vontades próprias que tem.

Não cede a teimosias de humanos.

Quando alguém a obriga a fazer alguma coisa que ela não quer, ela simples e elegantemente vai embora sem sequer olhar para trás.

Mas, como não guarda rancor, passado uns minutos já volta como se nada fosse.

Gosto das rotinas dela, gosto que ela tenha liberdade e que sinta isso mesmo.

Gosto que seja cumpridora. Gosto que saiba que há regras neste mundo dos humanos.

E gosto sobretudo da forma como ela personaliza o amor que sente por cada um.

É uma gata feliz que sabe dar amor de uma forma muito especial.

E sei que para todos aqueles que possam estar a ler isto e que tenham “aquele ódio” particular por gatos e que os chamem de isolados, independentes e afins, eu digo sempre a mesma coisa: a maior parte das pessoas que conheço que não gostam de favas, nunca as provaram na vida.

E também há outra coisa: quem faz os animais são os donos. 😉

 

Ao reler este texto reparei que afinal esta peluda é muito mais parecida comigo, do que eu pensava! 

 

Créditos da fotografia: Maria Amélia®

 

Podes gostar de ler:

No veterinário…

Dia Mundial do Gato

 

Já me segues no Facebook e no Instagram? ♥

One Reply to “Adoro que sejas (ser) assim”

  1. Eles são o melhor da nossa vida! 😀

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Coisas FABULOSAS acontecem a quem subscreve esta newsletter!
Maria Amélia ícone
error: Conteúdo protegido!!
%d bloggers like this: