Esqueceram-se da Mariana

“Quero fazer a árvore. Pôr muitas bolas e fitas.

Quero em tons de dourado e vermelho como o Natal deve ser.

Quero fazer as filhoses e os sonhos.

Até o bolo rei eu quero fazer.

Quero tornar este Natal no melhor Natal da minha vida.”

Mariana era da Covilhã e estava a estudar há menos de 1 ano em Lisboa e a morar sozinha.

Era o seu primeiro Natal sozinha.

Mas ela não estava triste, muito pelo contrário.

Muito feliz.

Transformou aquela casa num presépio.

Eram luzes a piscar noite e dia.

A neve artificial espalhada nas janelas.

Até o jingle bells tocava todas as noites ao jantar.

Nos últimos 8 anos, os seus pais deixaram de celebrar o Natal.

O seu irmão Paulo, morreu na véspera de Natal e o Natal acabou nesse dia.

Esqueceram-se da Mariana e do quão ela gostava do Natal.

Até essa altura acreditava no Pai Natal e de um dia para o outro, teve que passar a aceitar que o Natal não existe sem lhe explicarem nada.

Simplesmente porque sim.

Mas este ano existe.

E ela não podia estar mais feliz.

2 Replies to “Esqueceram-se da Mariana”

  1. Infelizmente acontece em muitas casas. A minha mãe, por exemplo, nunca teve uma festa de anos na infância / adolescência, porque a irmã dela morreu numa operação ao coração quando ela tinha cerca de 2 anos. Passou a vestir preto e a ir ao cemitério…
    Felizmente que hoje em dia acontece cada vez menos estes casos!

    Bem sabemos que não sabemos o que é ter um filho e logicamente que também não fazemos ideia do que será perdê-lo, mas a vida continua e há que lembrar-se que tem outro!

    1. Sim, há muitas histórias assim… Beijinhos

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Coisas FABULOSAS acontecem a quem subscreve esta newsletter!
Maria Amélia ícone
error: Conteúdo protegido!!
%d bloggers like this: