E que tal aprendermos com os animais?

Continuo a chocar-me com algumas atitudes das pessoas.

E vou sempre continuar a não ser indiferente a comportamentos que abomino.

Não sou melhor que ninguém, nem uma moralista.

Nasci e cresci com alguns valores que ainda hoje pratico e os restantes fui adquirindo ao longo da vida.

Há semanas escrevi sobre o meu Pai ter perdido a sua melhor amiga de uma década (aqui), a sua companheira canina. E nessa altura fui muito solidária com a sua dor, mas também com a dor de um outro cão que ficou desolado por perder também ele a sua amiga.

De imediato, os meus Pais, que são o exemplo de uns excelentes donos, foram falar com a veterinária afim de saberem exactamente o que fazer para minimizar a dor do cão que ficou sozinho. Nessa altura por acaso, a minha gata estava em casa dos meus Pais. E mesmo eles os dois (o cão e a gata) não sendo os melhores amigos, tiveram uma aproximação, claramente de partilha de dor, de compaixão.

Onde quero chegar com isto?

Aquando a morte da Dra.Maria Barroso li coisas inacreditáveis.

Achei vergonhoso o que as pessoas são capazes, cobardemente atrás de um teclado, de escrever.

Quero lá eu saber se o Mário Soares é do PS ou do XPTO?! Se é do Benfica ou do Moreirense?! Se foi um putanheiro… Se ia fugir com a enfermeira… Quero lá eu saber disso!

Sei sim, que aquele homem, velho, muito velho perdeu a sua companheira de vida de 66 anos. 66 anos meus abéculas que só se focam no mal.

E agora ele acorda e ela não está lá como esteve nos últimos 66 anos. E sou e serei sempre solidária à dor de quem perde alguém. Sempre. Independentemente da cor, partido e seja lá mais o quê.

Aprendam com os animais.

Eu vi, a minha gata deitava-se perto do cão que tinha perdido a companheira, deitava-se por compaixão, por estar solidária na dor.

Ela não quis saber se ele lhe rouba os brinquedos, se lhe ladra ou se lhe faz moches no sofá. Foi superior a isso, e o amor venceu.

Aprendam com eles e deixem de ser medíocres!

Amigos

 

4 Replies to “E que tal aprendermos com os animais?”

  1. Ahhh! Como tens tanta razão…
    Fossemos nós um terço do que eles são e o mundo seria um lugar tão melhor…

    – Ela e Ele, do blogue de casal.

    1. Acredito que um dia olhemos para eles com olhos de aprender 🙂

  2. Muito verdade o que escreve… É pena que as vezes desprezemos a quem nos podia ter tanto para ensinar.
    As pessoas tendem a julgar os outros.
    Gostei muito deste texto.

    1. Obrigada. Um beijinho para si.

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Coisas FABULOSAS acontecem a quem subscreve esta newsletter!
Maria Amélia ícone
error: Conteúdo protegido!!
%d bloggers like this: