Chão dos Bichos

Assim que soube da tragédia ocorrida no Chão dos Bichos, o abrigo de animais da zona de Loures que foi atingido por um valente incêndio fiquei devastada.

Automaticamente decidi informar-me do que precisavam para poder ajudar.

Comecei por fazer um post no facebook a alertar para o sucedido e a pedir para partilharem.

Depois porque sei que nem todas as pessoas têm meio de transporte e horário para poderem deslocar-se até lá, decidi também oferecer-me para fazer a recolha e posteriormente a entrega no abrigo.

Enviei o alerta partilhado no facebook por sms, email e até cheguei a fazer chamadas telefónicas a ler o alerta.

Tudo o que pedi foi que partilhassem.

Claro que se quisessem ajudar, seria perfeito, mas pedia que partilhassem.

Confesso que ao longo que o dia ia passando o meu coração ia ficando cada vez mais triste.

É verdade que ninguém é obrigado a ajudar nada nem ninguém, cada um vive com as suas opções e eu respeito tudo e todos.

Mas será preciso ouvir:

“Se fosse para pessoas ajudava.”

“Não me identifico com esse tipo de causas.”

“Já há muita gente a partilhar o post no facebook, não preciso fazê-lo.”

Diz-me a experiência que quem dá estas desculpas não ajuda ninguém, nem animais, nem porra nenhuma.

Oiço as mesmas desculpas quando falo em dar sangue ou ser dador de medula.

“Não gosto de agulhas.”

“Passo mal quando vejo sangue.”

“Há muita gente a dar.”

E fazerem a vossa parte não?!

É verdade que sozinhos talvez seja difícil mudar o mundo, mas se todos os que foram indiferentes ao meu alerta, os que não me responderam ou ainda pensaram mal de mim porque o estava a fazer, vivessem o que vivi quando cheguei ao abrigo iam perceber que o mundo é um sitio maravilhoso para se viver quando há pessoas maravilhosas como aquelas que eu vi e que em 2 segundos me fizeram esquecer a tristeza que tinha sentido ao longo do dia.

O amor contrastava com o cenário negro de tudo o que está à volta.

Parece um mar de cinzas.

Deviam ser umas 200 pessoas… carros por todo o lado.

Trânsito parado.

As pessoas quiseram ajudar.

Saíram de casa ou do trabalho e foram lá.

Pessoas de todas as idades e classes sociais.

Ali não interessa isso.

Todos a ajudarem.

Todos a carregarem sacos e sacos de ração. Garrafões de água. As pessoas não paravam de chegar com mantas, cobertores, camas.

Uns transformavam paletes em casinhas de cães.

Serravam, aparafusavam e sei lá mais o quê.

Outros limpavam as feridas aos cães.

Indescritível.

Quero agradecer do fundo do coração a todas as pessoas que fazem parte do Chão dos Bichos por todo o trabalho que têm tido com os animais que lá estão e a todos os que foram de coração aberto ajudar.

Uns levaram ração ou água. Outros brincavam com os cães que ainda estavam a recuperar do susto.  Outros muito simplesmente chegaram e disseram: “Estou aqui. O que posso fazer?”

Rostos cansados. Rostos de pessoas que devem ter passado ali a noite.

Rostos de quem deve ter visto aquilo que ninguém deseja ver.

Mas também rostos emocionados.

Rostos de quem está ali pronto para ajudar a dar a volta.

Não há nada que pague isto.

Eu sei que as perdas que houveram são irreparáveis, mas pelo menos as pessoas tentam que com esta onda de solidariedade a dor seja atenuada.

Simplesmente M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-O!

Da minha parte e dos meus amigos que quiseram ajudar foram quase 100 kg de ração e muito amor.

Agradeço a todos os que ajudaram, os que partilharam e os que me fazem acreditar todos os dias que viver é uma viagem brutal.

Agradeço especialmente à Inês, à Ana, à minha Mãe e ao Casal Mais Querido da blogosfera.

O meu coração ficará marcado por este dia e o Chão dos Bichos jamais sairá da minha vida.

Quem puder e quiser, continue a ajudar.

Há muito trabalho pela frente.

Eu vou continuar a ajudar, sinto-me uma privilegiada por poder fazê-lo.

Para ajudar:

Chão dos Bichos

Local: Murteira – Loures

Contacto: 961495808 e 918550420

Dados bancários: NIB 0035 0365 0000 1058 230 09 (CGD), IBAN PT50 0035 0365 0000 1058 230 09, Código SWIFT CGDIPTPL.

Facebook: CHÃO DOS BICHOS

No facebook estarão sempre todas as informações actualizadas das necessidades do abrigo.

MUITO OBRIGADA.

Não tirei muitas fotografias, porque estava tão emocionada que preferi sentir o momento, mas fica aqui um pouco do que se passava por lá:

IMG_1440

IMG_1443

IMG_1442

IMG_1446

IMG_1444

IMG_1445

IMG_1439

Nota: as fotografias foram tiradas por mim, mas não pedi autorização às pessoas que constam nelas, por isso, se pretenderem que retire alguma fotografia peço por favor que me enviem um email que retiro de imediato ([email protected]).

A fotografia de destaque foi retirada do facebook do Chão dos Bichos.

4 Replies to “Chão dos Bichos”

  1. Como voluntária no Chão dos Bichos revejo-me totalmente no seu depoimento. Muito Obrigada por ser assim. Grata do fundo do coração.
    Infelizmente são necessárias tragédias para as pessoas se mobilizarem….. Todos os dias os n/ patudinhos precisam de ração, água, asseio, medicamentos, etc Constantemente fazemos apelos a solicitar a ajuda…. e essa ajuda vem muito a conta gotas ou então não vem. Precisamos de voluntários…Mas voluntários que se comprometam, o que infelizmente também é raro. Normalmente aparecem uma 1ºvez e nunca mais, porque é um trabalho duro, mas em que recebemos muito mais do que damos. Pena eu tenho que a grande maioria das pessoas não percebam isso.

    Obrigada
    Helena Pote

    1. Helena quem agradece sou eu.
      Muito obrigada por ser voluntária e entregar o seu tempo e amor a esses patudos.
      Ontem o que senti no Chão dos Bichos é que a ajuda tem que ser constante, todo o ano.
      E da minha parte assim será.
      Farei tudo o que tiver ao meu alcance para ajudar sempre que possa.
      Mais uma vez… muito obrigada e lamento imenso a tragédia que passaram.
      Não consigo imaginar a dor que deve ter sido no momento do fogo…
      Espero que a partir de agora, todos os dias sejam melhores.
      Obrigada!

  2. Nós somos uns derretidos por animais! Acreditem que eu adoro todos os animais. Sou incapaz de matar sequer uma aranha, mesmo que a Ela entre em pânico e quase trepe paredes… Mas Ela… Ai… É muito difícil conseguir que não adopte todos! Quem conhece o nosso blogue há mais tempo já sabe que adoptámos uma gata de rua, que é uma peste e é o nosso amor, na companhia do nosso eterno cachorro! Costumamos ajudar a União Zoófila. Achamos que não custa nada todos ajudarmos um pouco. É isso que procuramos fazer… Não tens que agradecer. Até porque nós sentimos a maior obrigação é dar o nosso enorme bem haja a todos quanto ajudam os animais em cada parte do mundo. Muito, muito obrigado!!

    Todo este texto diz-nos que és uma excelente amiga, uma excelente pessoa… E olha… Quem gosta de animais e os ajuda só merece o mundo inteiro e toda a felicidade do universo…

    – Ela e Ele.

    1. E vocês serão certamente pessoas especiais também… afinal sempre ouvi dizer que atraímos os idênticos! 🙂

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Coisas FABULOSAS acontecem a quem subscreve esta newsletter!
Maria Amélia ícone
error: Conteúdo protegido!!
%d bloggers like this: