Salvador Sobral | Salvadorable

É o Salvador!

Literalmente o nosso salvador!

Amanhã é a final do Festival da Eurovisão e este ano temos lá os manos Sobral, Salvador e Luísa Sobral.

A participação do Salvador no Festival da Canção foi bastante inquietante.

Não vou ceder ao óbvio e dizer que quando o Salvador participou no Festival da Canção e ganhou foi achincalhado como gente grande e depois passou de besta a bestial. Não vou fazer isso, porque isso já aconteceu várias vezes.

Por exemplo, durante um jogo da nossa selecção o CR7 é sempre uma merda e só joga bem no Real Madrid até marcar um golo, quando marca, ai caraças que o melhor do mundo é o nosso menino.

Ou ainda tenho a memória relativamente fresca em relação à chamada do Éder à selecção e no fim, já não sabia se a 13 de Maio vinha o Papa ou o Éder a Fátima!

Bom, mas isso não interessa nada!

Eu sou suspeita para falar do Salvador, porque já o conhecia enquanto artista.

Gosto da voz, gosto da emoção que deposita em cada palavra que canta e acho-lhe um piadão sem fim!

Por isso, por mim está mais que bom.

Agora quanto à cantiga… gosto tanto! Tanto! É do género de coisas que gosto de ouvir. É do género de coisas que me faz beber um copo de vinho. É do género de coisas que me apetece fechar os olhos e sentir, apenas isso.

Mas… mas, se é uma canção para este tipo de festivais, isso eu já não sei.

Quando era pequena, em casa dos meus pais lembro-me de papar todos os Festivais da Canção e Eurovisão, isso manteve-se durante a minha vida toda até ao ano em que não consegui ser dominada pelo humor e tive imensa vergonha de ver os Homens da Luta a representarem Portugal. Este tipo de festivais é para música, independentemente do estilo, independentemente se eu gosto do género ou da letra, mas é para música. Ponto!

Tenho muitos amigos músicos, que fazem cantigas tão bonitas, que são tão bons a tocar, que fazem magias inacreditáveis, alguns deles até já concorreram ao Festival da Canção e depois vão uns malucos aos gritos representar o meu País?

Será que já não basta sermos resumidos pelo futebol? Ainda tem que dar para isto…

Então desde esse ano que deixei de viver este tipo de festivais da mesma forma…

Mas, em 2017 tudo mudou e graças ao Salvadorable!

E desconfio que não foi só para mim, penso que Portugal esteve em massa atento ao Festival!

Eram 20h e já estava à espera de ver a actuação do Salvador. E correu tão, mas tão bem!

O único participante daquela semi-final que não cantou em inglês, mas sim na língua materna.

O único que cantou naquele palco intimista.

Parecia um convidado e não um concorrente.

Foi tão bonito o que ele fez!

E tem sido tão bom ler o que a imprensa internacional diz do Salvador, do que diz da música de Portugal…

És de facto #Salvadorable!

Aweeee já não somos só fado!

 

Obrigada Salvador!

Boa sorte para amanhã e seja o que for que aconteça, já foi muita bom!

Só te desejo que tudo corra bem… para tudo.

 

Fica aqui a letra e a cantiga:

Se um dia alguém perguntar por mim

Diz que vivi para te amar

Antes de ti, só existi

Cansado e sem nada para dar

 

Meu bem, ouve as minhas preces

Peço que regresses, que me voltes a querer

Eu sei que não se ama sozinho

Talvez devagarinho possas voltar a aprender

 

Meu bem, ouve as minhas preces

Peço que regresses, que me voltes a querer

Eu sei que não se ama sozinho

Talvez devagarinho possas voltar a aprender

 

Se o teu coração não quiser ceder

Não sentir paixão, não quiser sofrer

Sem fazer planos do que virá depois

O meu coração pode amar pelos dois

 

Composição: Luísa Sobral

Intérprete: Salvador Sobral

 

 

Boa sorte Salvador!

Boa sorte Portugal!

 

Já me segues no Facebook e no Instagram? ♥

One Reply to “Salvador Sobral | Salvadorable”

Deixe uma resposta

%d bloggers like this: