Queria dar-te os parabéns… mas não estás cá

Há 10 anos perguntaste-me se podias festejar os teus anos na minha casa.

Não hesitei por um segundo em dizer que sim e ficar feliz por teres escolhido aquele meu castelo encantado que era um pouco de todos os que lá entravam.

Ias lá ter as tuas pessoas.

Os teus maravilhosos manos.

Os teus amigos.

Não quiseste presentes materiais.

Preferiste que cada um te desse uma coisa que simbolizasse a amizade e carinho que sentíamos por ti.

E assim foi.

Houve momentos tão bonitos.

Uns mais emocionais, outros mais divertidos.

Mas ali estávamos todos, por ti e contigo.

Tu e a tua camisola às riscas amarelas.

Tu e as tuas gargalhadas.

Tu e aquele olhar de sonhador.

Lá fora estava frio.

Ali estava sempre frio como dizias.

Mas dentro tínhamos a lareira e o amor.

O amor que levou as pessoas àquela casa.

O amor que deixaste ficar em cada um de nós.

Obrigada por teres escolhido aquele sítio que tinha tanto de ti.

Hoje fazes anos.

Queria dar-te os parabéns… mas não estás cá.

Sei que é bonito dizer que hoje o céu está em festa, porque estás ai…

Mas eu preferia que estivesses cá a pedir que te dessemos presentes que simbolizassem o que sentíamos por ti.

Todos preferíamos isso…

Era capaz de repetir o que te fiz há 10 anos.

Porque na prática pouco mudou.

Há coisas que nunca mudam.

Queria dar-te os parabéns… mas não estás cá…

Parabéns a ti.

Parabéns à tua maravilhosa e linda Mãe que te trouxe a este mundo e fez de ti a pessoa que és.

 

 

Deixe uma resposta

%d bloggers like this: