Médicos ou prescritores de exames?

Nos últimos meses, 3 dos meus médicos foram encostados à box

Ora por reforma ou doença, fiquei sem os 3…

E infelizmente precisei de recorrer a uma solução.

Por muito que vá ouvindo coisas sobre os médicos, quero sempre acreditar que as coisas vão melhorando.

Que o sistema nacional de saúde, assim, como o privado, tem tendência para melhorar quanto à relação dos médicos com os pacientes.

Até porque acredito sobretudo na evolução…

Acredito que temos bons exemplos e que têm que ser seguidos.

Acredito por experiência própria, no nível humano e profissional que muitos médicos têm e que isso deve obrigatoriamente contagiar ao resto da classe que ainda está agarrada a um conceito mais que ultrapassado.

Não considero médicos superiores a nenhuma outra profissão e sei que tal como em todas as classes, há bons e maus profissionais.

Mas temos que convir que se apanharmos um padeiro mau profissional, o pior que pode acontecer é o pão não valer uma merda.

Agora apanhar um médico mau, pode ser uma verdadeira chatice.

Um dos meus médicos que se reformou, lutou a vida toda contra as “ordens” de quem o tentava obrigar a passar mil exames a cada paciente, de quem lhe dava pouco mais de 10 minutos por paciente…

Foi uma voz contra, remou contra a maré e acreditou profundamente nas suas convicções.

Antes de eu ir à consulta que vos venho falar, ele avisou-me logo que iriam-me passar todos e mais alguns exames sem grande explicação.

Confesso que achei que estaria a exagerar um pouco…

Mas afinal, ele não só não estava a exagerar, como até estava a minimizar…

Foram precisos dois minutos para que aquela senhora mal amanhada, com ar lunático, começar a martelar o teclado com prescrições de exames e receitas para comprar medicamentos.

Dois minutos.

Não mais.

Dois!

Nunca me tinha visto na vida.

Não me perguntou quase nada.

Não me viu os mínimos… temperatura, tensão…

Nada!

Vergonhoso…

Ainda lhe tentei dar hipótese de começarmos de novo…

Mas a certeza dela era que eu tinha que fazer os exames, de preferência com dois médicos que ela sugeriu, mas que não quis escrever o nome deles para não se comprometer…

Fodasssse!

A sério…

2018 e esta merda existe!

Fico tão desiludida por não termos a capacidade de evoluir…

Passaram 10 dias voltei ao mesmo sítio e fui vista por outro médico que deixou bem claro que para já, não queria que eu fizesse aquele tipo de exames tão invasivos…

Eu não digo que não quero ou que não vou fazer exames.

Bem sei que para diagnóstico, eles tem que ser feitos.

A minha questão é tentar perceber se aquela senhora era médica ou apenas uma prescritora de exames?!

Como posso confiar numa pessoa assim?

E depois de fazer os exames chego lá e???

Manda-me fazer outros…

É o que fazem aos idosos…

E andamos nisto…

A ganhar dinheiro com a saúde ou falta dela…

É uma merda!

 

 

Créditos da fotografia: Luc Tribolet

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Coisas FABULOSAS acontecem a quem subscreve esta newsletter!
Maria Amélia ícone
error: Conteúdo protegido!!
%d bloggers like this: